HeyDeejay Marky!!!

Com mais de duas décadas de pista, DJ Marky mostra que quando o assunto são os turntables, sua carreira não poderia estar melhor. Um dos DJs mais famosos do mundo quando o assunto é drum and bass e curadoria musical fina, Marky lançou em 2017 a segunda parte da trilogia de discos “Influences”, mas as novidades não param por aí.

Durante o ano, Marky está em turnês pela Europa e Ásia, passando por festivais como Outlook, Southwest Four, Star Festival e gigs em países como Japão, China, Áustria, Londres e Paris. Além de parcerias de sucesso com marcas como Serato e Skol Music, o DJ é versátil sem perder as suas raízes, contabilizando mais de 100 lançamentos em vários formatos e estilos. Entre os destaques, remixes de alto nível para Claude Von Stroke, Fatboy Slim, Justin Martin, Olsson, Dr. Maker, Weiss, Random Movement, Stanton Warriors, Netksy, DJ Fresh, Roy Ayers, Deadmau5, entre outros.

Em São Paulo, é host do Terremoto (Drum & Bass Show) por nove anos na rádio Energia 97, referência quando o assunto é emusic nas rádios. Também promove festas como a DJ Marky & Friends, que já trouxe para o país músicos como Spectra Soul e Culture Shock, e está engajado na refrescante cena eletrônica da cidade. DJ Marky elevou a arte de discotecar a outro nível. Hoje reconhecido mundialmente, o brasileiro surgiu no radar no meio dos anos 90, na mesma época em que o jungle crescia como movimento significativo na cena underground.

A mistura de referências como Hip Hop, Funk e Techno conquistou os ouvidos de Marky na proporção que ganhava espaço na noite paulistana. Não demorou para que as enérgicas festas nacionais atraíssem os olhares de uma lenda: o produtor britânico Bryan G.

Uma faixa foi tudo que Marky precisou para abrir as portas de uma carreira de sucesso no Reino Unido. “LK”, produzida em parceria com XRS e vocalizada pelo MC Stamina, alcançou a posição 15 no UK Top 20, se transformando em hit imediato. Com samples de “Carolina Carol Bela”, de Jorge Ben e Toquinho, chegou ao programa britânico Top of the Pops, tornando-se um dos mais importantes singles da música brasileira fora do país, superando músicos nacionais de grande alcance internacional, como Tom Jobim e Sepultura.

O nome de Marky ganhou ainda mais força com o lançamento de “The Brazilian Job” (2001), uma das mais importantes compilações da história do Drum & Bass. O álbum revelou-se uma perfeita vitrine para os talentos do DJ, combinando faixas e scratchings de forma irrepreensível e mostrando como a cena dnb precisava de irreverência e criatividade. Junto com Patife e DJ Mau Mau, Marky não perdeu a oportunidade e ajudou a pavimentar a longa estrada da música eletrônica no país, com festas de rua para milhares de pessoas no centro da capital paulistana e noites fervorosas na Zona Leste da capital.

Por nove anos, foi destaque no maior festival de open air do Brasil, o Skolbeats. E é um dos primeiros DJs brasileiros a participar de uma compilação no clube londrino Fabric, templo da música eletrônica mundial, com o Fabric Live 55. Seu conteúdo é bem recebido na imprensa, com matérias de peso para DJ Mag (UK), Mix Mag, Red Bull Music Academy, Rolling Stone e na mídia especializada com Deepbeep, Music non Stop e mais uma centena de páginas nacionais.

Com o sucesso da festa Influences em São Paulo, que apresenta as principais referências musicais do artista, DJ Marky teve e a ideia de lançar uma compilação de três discos. O primeiro e segundo volume foram lançados em CD, Vinil e mídia digital nos últimos dois anos pelo selo BBE Music. Em março de 2017, Marky lançou as faixas remixadas do recém-lançado álbum “My Heroes” (2015) também pela BBE. Entre elas está o single “Silly”, hit que ganhou tratamento VIP e foi relançado no canal da Mixmag. E ainda “Ready 2 Go” e “Bella Drix (Nytron Power Remix)”. Ouça no Soundcloud do selo Innerground Records, e no Spotify.

⇒Ouça DJ Marky

Deixe uma resposta